terça-feira, maio 21, 2024
HomeNoticiasCulturaMost cria sistema capaz de combater fraudes por meio de documentos fiscais

Most cria sistema capaz de combater fraudes por meio de documentos fiscais

Sistema, que faz leitura de mil notas fiscais em 3 segundos, pode inibir ações fraudulentas de empresas de fachada usadas para lavar dinheiro

A sonegação fiscal é um dos crimes mais praticados no país, e que gera uma quantia vultosa em prejuízos aos cofres públicos. Boa parte das vítimas da corrupção são empresas que atuam legalmente no mercado, e que acabam sendo indevidamente responsabilizadas por rombos financeiros aplicados por pessoas que agem aplicando golpes disfarçados de fornecimento de produtos e serviços ou fazendo-se passar por empresas.

Se é difícil mensurar quanto as empresas perderam, é possível identificar o prejuízo à União. No ano passado, cálculos do Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz) apontaram um desvio de R$ 626,8 bilhões, valor que corresponde a quase 1/3 da arrecadação federal, que foi de R$ 2,2 trilhões em 2022.

Lutar contra essa prática é um desafio que ainda tira o sono dos setores contábeis de várias empresas. Mas a expectativa é positiva. Se depender dos avanços da inteligência artificial, crimes de lavagem de dinheiro cometidos por empresas de fachada que utilizam notas fiscais frias, contratos inexistentes e falsas transações comerciais deverão ser coisa do passado. Ainda que hoje a principal arma de combate sejam os cruzamentos de dados promovidos pelos receituários.

“O problema é que hoje ainda é puramente intuitivo o combate aos crimes de fraude”, avalia Maria Cristina Diez, engenheira de softwares e diretora comercial e de marketing da Most Specialist Technologies, empresa especializada em criação e implementação de sistemas de segurança digital. A solução, porém, vem da própria empresa, que acaba de lançar no mercado a Most Invoice, ferramenta capaz de extrair e autenticar dados de documentos fiscais, oferecendo informações importantes de fiscalização e proteção tributária, a uma velocidade impossível de ser alcançada pelos esforços humanos.

“Estamos falando do processamento de mil notas fiscais em três segundos. Mas o tempo de resposta não chama tanto a atenção quanto a tecnologia que desenvolvemos por trás da programação”, explica. Usando um sistema inteligente de reconhecimento de caractere óptico (batizado pela Most de iOCR), o software faz a leitura de todas as informações da nota fiscal. Em seguida, recorre a outra tecnologia, chamada de Processamento de Língua Natural (PLN).

“Grosso modo, podemos afirmar que o iOCR são os olhos capazes de ler o documento e o PLN é o cérebro que o interpreta”, compara Maria Cristina Diez. A partir da leitura e da interpretação dos dados, as informações são cruzadas com bancos de dados públicos, que informam, em poucos segundos, o sistema gerador, o CNPJ do prestador e do comprador, a data da emissão da nota, a descrição do serviço, a chave de acesso e até o status em que a nota fiscal se encontra.

“A prática de cancelar indevidamente notas fiscais faz parte do modus operandi de empresas envolvidas em esquemas fraudulentos. Existe um prazo legal para o cancelamento, mas nem sempre a observância desse procedimento é sinal de fraude. A partir da Most Invoice, é possível fazer um acompanhamento mais rigoroso diante de uma relação comercial com outra empresa, com a ajuda da própria inteligência artificial, práticas eventualmente incomuns, que podem configurar irregularidade fiscal. É um ganho e tanto para quem trabalha procurando agulha no palheiro”, sustenta a engenheira da Most.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments