domingo, junho 16, 2024
HomeNoticiasCulturaPraticidade do home office deve aliar-se a hábitos saudáveis

Praticidade do home office deve aliar-se a hábitos saudáveis

CRÉDITO: Freepik.

 

Desafio é evitar jogar as limitações do ambiente doméstico para debaixo do tapete e envolver-se alternadamente com o trabalho e as tarefas domésticas

Trabalhar ou cuidar da casa? Parar pra lavar a louça “rapidinho” ou terminar a tarefa solicitada pela empresa? Perguntas como essas costumam permear a mente de colaboradores que adotaram o regime de home office nos últimos anos. Não dá pra contestar a praticidade de ter o próprio lar como escritório, mas é preciso disciplina para não transformar o ambiente doméstico num start para problemas de saúde.

O principal deles é o risco de aumentar o peso. Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos e divulgada ainda em 2022, mais da metade dos brasileiros (52%) engordaram durante a pandemia. A média foi de 6,5 quilos a mais por pessoa, e uma das razões, aponta o estudo, foi devido à mudança de rotina para o home office.

“O home office afetou todo um comportamento do trabalhador. Não foi só o local de trabalho que mudou, mas também seus hábitos alimentares, seus níveis de estresse, seu cansaço e, consequentemente, sua performance. Pode ser fácil para alguns, mas, para outros, adaptar-se às tentações de se trabalhar em casa não é tão simples”, conta o Dr. Celso di Lascio, médico da operadora de planos de saúde You Saúde.

Ele explica que isso se deve ao fato de que, operando de casa, o colaborador pode cair na tentação de atacar a despensa ou a geladeira durante o expediente. Outro problema é ter de lidar com problemas ergonômicos. “É claro que, em casa, não se tem o mesmo cuidado com a ergonomia como a empresa é obrigada a ter. Assim, a cadeira pode não oferecer uma postura adequada, assim como a mesa. O ambiente precisa ser arejado e silencioso. Sem essas condições, o trabalhador está sujeito a sofrer um impacto direto na saúde e no desempenho”, pontua.

A orientação, segundo ele, é estabelecer previamente os horários para refeições e fazer pequenas pausas para relaxar. “Trabalhar em frente ao computador, como é praxe na vida desses profissionais, pode forçar a vista e a coluna. Por isso, o mais adequado é deitar na cama, por exemplo, para fazer pequenos relaxamentos. E, claro, evitar o máximo possível atacar a cozinha em horários inadequados. Por isso, o home office pode ser confortável, mas exige uma disciplina que não é pra qualquer pessoa”, pontua o médico da You Saúde.

“É recomendável que o colaborador olhe para o trabalho home office com o mesmo grau de exigência de um emprego presencial. Numa empresa, ele vai parar pra comer toda hora? Vai desempenhar sua função sem o conforto necessário e obrigatório? Se houver a disciplina de atuar como se estivesse na firma, será possível, sim, desfrutar dos benefícios do home office sem prejudicar a saúde e a performance profissional”, finaliza o Dr. Celso di Lascio.

Redação Viraliza BH
Redação Viraliza BH
Felipe de Jesus é Jornalista pela Faculdade Estácio de Sá/BH | Advogado pela UNIESP e Pós-Graduado em Direito Empresarial e Direito Público e Licitatório pela Faculdade Focus. É Economista pela UNIP/SP | Teólogo pela ESABI | Sociólogo pela Universidade Polis das Artes/SP | Técnico em Publicidade pela IPED/SP | Perito & Assistente Judicial Trabalhista - Contábil/Imobiliário pela 'Faculdade Beta Perícias & Pós-Graduação Jurídica' | Mestre em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação pela UEMC. Atualmente cursa o Bacharelado em Farmácia/Ciências Médicas pela UniFECAF/SP.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments