domingo, julho 14, 2024
HomeNoticiasCulturaManifesto colaborativo realizado pelas diretoras argentinas que estiveram na 3ª Mostra de...

Manifesto colaborativo realizado pelas diretoras argentinas que estiveram na 3ª Mostra de Cinema Argentino de Mujeres

Há quase cinco meses, a cultura argentina entrou em uma paralisia total. A situação atual do cinema
argentino é crítica. A cultura está em estado de alerta, mobilizando-se em defesa do cinema, e a resposta
governamental tem sido a repressão. A solidariedade internacional para que o cinema argentino não
morra é fundamental.
Desde sua criação, o INCAA (Instituto Nacional de Cinema e Artes Audiovisuais da Argentina) tem
apoiado a produção e realização de filmes e séries de ficção e documentários nacionais multi premiados
em todo o mundo. Mas, principalmente, essas obras têm servido para a construção de identidade,
memória, visão crítica, imaginários transformadores, mundos possíveis e soberania de todos os
argentinos e argentinas.
Estamos vendo a estrutura do nosso Instituto Nacional de Cinema sendo destruída, com o fechamento
de programas chave para o acesso universal à cultura e programas que tinham como objetivo visibilizar
a participação de mulheres e diversidades no cinema nacional, como o programa Gafas Violetas, que
possibilitou que muitos dos nossos filmes continuassem sendo exibidos em ciclos de cinema ao redor
do mundo. A quantidade de demissões de trabalhadoras e trabalhadores do Instituto está atingindo 40%
de seu total. Sem trabalhadores não há políticas públicas possíveis.
A pessoa que atualmente preside o INCAA, Carlos Pirovano, decidiu suspender a apresentação de novos
projetos de filmes e devolver aqueles que já haviam recebido parecer positivo dos comitês de avaliação
de projetos. Também não há medidas de financiamento vigentes para os filmes que iniciavam filmagens
este ano. Isso significa que o presidente do Instituto de Cinema decidiu que não se façam filmes. Além
disso, suspendeu o apoio a mostras e festivais nacionais, bem como o apoio à distribuição. Ele também
não quer que nossos filmes sejam projetados em nosso país. É difícil entender como alguns pensam que
é possível melhorar uma situação econômica através da destruição de uma indústria.
Como cineastas participantes desta Mostra de Cinema Argentino de MUJERES, que traz à reflexão nosso
papel como mulheres e dissidências na sociedade, e que pode evidenciar os conflitos que atravessam as
feminilidades em um mundo patriarcal, queremos somar nossas vozes em defesa da cultura, porque
sem ela nos empobrecemos todos, todas, todes. Sem filmes que contem sobre a dor ou sobre o poder
que temos como coletivos, o avanço das ultradireitistas no mundo tem rédea solta.
A crise avança permitindo que a concentração, contra a qual tanto lutamos para erradicar, se agrave.
Aqui presentes, queremos dizer que o cinema não é um só e que são muitas as vozes e olhares que
devem ter seu espaço de expressão. Por isso, pelo nosso direito de ser, dizer, fazer, trabalhar, pensar e
amar, nos abraçamos a este e a cada espaço que resista frente à censura, ao ódio e à fome que querem
para nossos povos.
Embora seja triste ter que compartilhar estas palavras neste espaço de celebração – que, como diretoras
argentinas, valorizamos e agradecemos – também é uma oportunidade para comunicar nossa realidade
atual e compartilhar, através desses importantíssimos pontes culturais de cooperação, que nossa
responsabilidade como artistas é continuar encontrando maneiras de nos narrar, mesmo diante da
adversidade; continuar construindo nossa identidade individual e coletiva através do que mais amamos
fazer: Cinema. Nós, mulheres, sempre fizemos isso. Como trabalhadoras do campo audiovisual, o
caminho dos próximos anos se mostra árduo e íngreme. Sendo mulheres, sabemos que será ainda mais
difícil.
Obrigado por promover o cinema argentino de mulheres com tanto cuidado e respeito

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments