domingo, julho 14, 2024
HomeNoticiasCulturaMAMU - Morro Arte Mural promove grande festa em clima junino

MAMU – Morro Arte Mural promove grande festa em clima junino

Evento acontece no domingo (30/06) na quadra do Morro do Papagaio e conta com a participação de MC Rick, principal nome do funk da forte cena de BH

No próximo domingo (30/06), a partir das 15h, o Morro do Papagaio, na região centro-sul  de BH, recebe festa à altura do macro mural feito pela artista capixaba Kika Carvalho, parte da 3ª edição do MAMU – Morro Arte Mural.

Entre as atrações, festival de papagaio que tem patrocínio da Xeque Mate, barracas de alimentação, bebida e comidas típicas de festa junina, além de uma intensa programação musical. Vale destacar que todas as atrações fazem parte da comunidade.

Incluindo MC Rick, um dos principais nomes da cena de funk da cidade, com forte projeção nacional e que fecha as apresentações dos  MCs do morro: MC Boliviano, MC Fiote do PPG, MC Jonatha e MC Kattrina.

 

Programação Festa de Inauguração Macro Mural Kika Carvalho MAMU Morro do Papagaio

 

15h às 16h15 – DJ Yuga

16h15 às 16h45 – Apresentação Quadrilha da Escola

16h45h às 17h15 – DJ Devast

17h15 às 17h30 – Apresentação Grupo Erro 404

17h30 às 19h00 – Funk do Papagaio com MC Boliviano, MC Fiote do PPG, MC Jonatha e MC Kattrina. Show MC Rick.

19h às 21h30 – Roda de Samba com o grupo Samba do Pio

21h30 às 22h – DJ Tamtam

 

O evento tem patrocínio da Xeque Mate.

 

Serviço

Encerramento 3º MAMU – Morro Arte Mural

Dia: 30/06

Horário: 15h às 22h

Local: Quadra do Morro do Papagaio – Av. Nossa Senhora do Carmo, s/nº

Preço: Gratuito

@mamumorroartemural

 

Sobre o MAMU e a 3ª edição 

MAMU – Morro Arte Mural é um projeto de arte único em Minas Gerais que cria macro murais com as casas de vilas e comunidades vulneráveis. A terceira edição acontece no Morro do Papagaio, no mês de junho, depois de passar pelas comunidades do Cruzeirinho no Alto Vera Cruz (2018) e Vila Nova Cachoeirinha (2022), tendo todas elas, patrocínio master da Cemig.

O projeto almeja fomentar a arte e ajudar a formar novos artistas em regiões que pulsam e vivem arte, mas que carecem de oportunidades. Um dos pilares do MAMU é contar com a maioria da equipe e fornecedores da comunidade e realizar oficinas de formação artística exclusiva para os moradores do local que recebe o macro mural. “O Mamu é um projeto feito para a comunidade com participação ativa da própria comunidade” explica Juliana Flores, da Pública Agência de Arte, que está à frente do projeto.

A movimentação no Morro do Papagaio já começou e quem passa pela BR-356, também conhecida como Avenida Nossa Senhora do Carmo, já consegue ver as marcações onde será o mais novo macro mural da cidade. Kika Carvalho, um dos principais nomes da nova geração da arte urbana, começa a pintar no dia 17 de junho. “A Kika vai trazer como inspiração a sua série “Brasões” onde ela pinta diversos papagaios (também conhecido como pipa), num diálogo lúdico com o nome da comunidade” conta Janaína Macruz, diretora executiva do projeto.

 

O público pode acompanhar o MAMU através das redes: @mamumorroartemural

A previsão é que o mural fique pronto no dia 30 de junho, quando também acontece a festa de encerramento.

 

Sobre Kika Carvalho

Capixaba de Vitória e radicada no Rio de Janeiro, Kika Carvalho é artista visual, com obras expostas em Inhotim e na Pinacoteca de São Paulo, além de países como Portugal, Itália e Estados Unidos. Kika está em Belo Horizonte como artista convidada da 3ª edição do MAMU – Morro Arte Mural, que acontece no Morro do Papagaio durante o mês de junho.

Versada em diferentes suportes, técnicas e escalas, suas obras têm como foco o retrato de mulheres negras, a cultura e a matriz africana, tendo o azul como cor predominante. Desde 2009 está inserida na cena de arte urbana e fundou, junto a outras mulheres, o primeiro coletivo do tipo do Espírito Santo.

Sobre sua participação no MAMU, Kika diz que “é um trabalho muito complexo de fazer,  os próximos dias são de dedicação ao projeto e capricho para entregar o melhor resultado possível”.

 

Sobre a obra

“São representações de pipas/papagaios, que eu chamo de brasões. Um projeto que comecei em 2020, que traz a questão da representação familiar, pensando em brasões como um escudo que representa uma determinada família” conta Kika.

Inicialmente, os brasões foram pensados para serem pipas, que eram distribuídas no antigo atelier da artista, ao pé do Morro da Piedade, em Vitória. Os brinquedos eram produzidos com imagens relacionadas à cultura afro-brasileira, em especial a relação com os orixás. “E assim inserindo esses símbolos que são afastados das crianças negras, através da brincadeira, sem necessariamente instituí-las a rituais, a questão religiosa em si” explica a artista.

Este trabalho também virou pintura em tela e chamou atenção da produção do MAMU – Morro Arte Mural que enxergou sinergia com o projeto no Morro do Papagaio. “Aqui, adicionamos uma camada a mais, tendo em mente a importância da luta pela moradia na comunidade”, finaliza Kika.

 

Patrocínio master: Cemig e Lei Estadual de Incentivo à Cultura

Patrocínio: BDMG, Rede Materdei de Saúde, Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Coral e Xeque Mate

Apoio: Urbel e Favela Bela

Produção: ÁGUA – Agência Urbana de Arte

Realização: Pública

 

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments