terça-feira, abril 16, 2024
HomeNoticiasEstadoConteúdo autêntico impulsiona engajamento de influenciadores de baixa renda, indica estudo

Conteúdo autêntico impulsiona engajamento de influenciadores de baixa renda, indica estudo

Pesquisa "Estratégias de Autenticidade - Influenciadores Digitais de Baixa Renda", do Mestrado em Comportamento do Consumidor, avaliou 31 perfis nos últimos dois anos Análise aponta o percurso de influenciadores digitais de baixa renda, entre eles Nath Finanças, Raphael Vicente, Murilo Duarte e Gabriela Oliveira

A pesquisa “Estratégias de Autenticidade – Influenciadores Digitais de Baixa Renda”, análise qualitativa do Mestrado em Comportamento do Consumidor da ESPM, revelou a importância da representatividade de pessoas que moram em comunidades nas redes sociais. De acordo com a pesquisadora e autora do estudo, Ana Paula Nóbrega, a autenticidade desses influenciadores é caracterizada pela consistência de conteúdos, o que gera autoridade naquilo que comunicam e, portanto, reforçam crenças, valores e aspectos culturais do ambiente onde estão inseridos.

 

“A criatividade é um elemento importante para construir conexão com o público e o autoconhecimento é fundamental para que os  influenciadores transmitam confiança e autoestima em suas narrativas, de forma que consigam inspirar seus seguidores”, diz.

 

Na análise, foram observados os conteúdos publicados na rede social Instagram de 31 influenciadores por 12 a 30 semanas em 2021. Entre os perfis estão @raphaelviicente, @blogueiradebaixarenda, @gabidepretas, @danrleyoficial, @baddiesantana, @nathfinancas e @juliapeixotoficial.

 

Após um ano do término do estudo, a pesquisadora retornou aos perfis para avaliar transformações ocorridas nesse período. Dos 31 influenciadores de baixa renda observados no estudo, pelo menos seis deles ganharam mais visibilidade e credibilidade trilhando caminhos no papel de escutar as comunidades e causas que representam.

 

Murilo Duarte (@faveladoinvestidor) aumentou seus cursos online sobre investimentos e acumulou mais 113 mil seguidores neste período, totalizando hoje no perfil @faveladoinvestidor no Instagram 648 mil seguidores. Gabriela Oliveira (@gabidepretas) ampliou a discussão sobre adoção estando em evidência com sua história pessoal no processo de adoção de seus dois filhos. Em setembro de 2022, logo após a sentença positiva do juiz, Gabi de Pretas postou um vídeo em seu canal do Youtube contando como ocorreu a trajetória no acolhimento das crianças. O vídeo acumula 43 mil visualizações, mais de 300 comentários e 9 mil likes. Além disso, lançou o livro Cartografia dos Afetos: Uma conversa sobre vivências, descobertas e os caminhos do autoamor.

Raphael Vicente (@raphaelviicente) esteve presente na comunicação do banco Itaú durante a Copa do Mundo e produziu um videoclipe para o Mundial, convocando moradores do Complexo da Maré a participarem ao som da música Waka Waka, da cantora Shakira. Ganhou mais notoriedade como bailarino e chamou a atenção internacional com post da Shakira em suas redes. O fundador do jornal A Voz das Comunidades, o jornalista Renê Silva (@renesilva), que conquistou Men of The Year em 2021, pela GQ Brasil, e foi um dos 30 jovens de até 30 anos considerados pela Revista Forbes Brasil como exemplo de um time que está reinventando um país, avançou em pautas políticas e rodas de conversas para a comunidade que representa. Recebeu convite para participar da posse presidencial do presidente eleito Lula, em 1º de janeiro de 2023.

 

Rennan Leta (@rennanleta), também jornalista e fundador do @favelaemdesenvolvimento, Centro Social Comunitário que atua nas comunidades do Alto da Boa Vista, no Rio de Janeiro, escreve sobre poesia e teve participação nos diálogos de trabalho no Conselho Consultivo da Juventude do Gabinete de Transição do governo Lula. Raull Santiago (@raullsantiago) de 153 mil seguidores em 2021 passou para 453 mil em dezembro de 2022 no Instagram. Atualmente, figura como criador de conteúdo que gera representatividade para a favela, um dos representantes da @iniciativapipa que visa ajudar a pensar uma filantropia black, de favelas e periferias, descentralizada e desburocratizada para o Brasil. Esteve presente na COP27 no Egito.

 

De acordo com a consultoria internacional Influencity Marketing, o Brasil conta com 9 milhões de influenciadores digitais e os investimentos em marketing de influência cresceram 72% entre 2020 e 2022 no país, a estimativa é de crescimento expressivo também em 2023. O estudo sobre  os influenciadores de baixa renda provou que as parcerias pagas não são a única fonte de renda para eles, embora seja uma das principais. Para a pesquisadora, os seguidores reconhecem a importância dos anunciantes em aumentar a visibilidade, notoriedade e a geração de fonte de renda, mas a credibilidade em seus temas também alcança sucesso em suas temáticas profissionais.

 

 Sobre a ESPM

A ESPM é uma escola de negócios inovadora, referência brasileira no ensino superior nas áreas de Comunicação, Marketing, Consumo, Administração e Economia Criativa. Seus 12 600 alunos dos cursos de graduação e de pós-graduação e mais de 1 100 funcionários estão distribuídos em cinco campi – dois em São Paulo, um no Rio de Janeiro, um em Porto Alegre e um em Florianópolis. O lifelong learning, aprendizagem ao longo da vida profissional, o ensino de excelência e o foco no mercado são as bases da ESPM.

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments