Home Noticias Cultura Periferia das Artes é o tema do 11º Festival Ponta a...

Periferia das Artes é o tema do 11º Festival Ponta a Pé Cultural

Realizado pela Cóccix Cia. Teatral, o evento traz ao público 39 atividades multiculturais, artísticas e de formação, distribuídas em 9 bairros localizados da regional Venda Nova entre os dias 4 e 24 de abril

0
41

Periferia das Artes é o tema escolhido para nortear as escolhas da programação da 11ª edição do Festival Ponta a Pé Cultural, evento realizado pela Cóccix Cia. Teatral, que acontece entre os dias 4 e 24 de abril e traz ao público 39 atividades multiculturais distribuídas em 9 bairros localizados na regional Venda Nova. Todas as atividades são gratuitas e a programação completa pode ser conferida no site da Cóccix.

A intensa agenda de atrações acontece ao longo de 20 dias e é composta por ações formativas e apresentações artísticas multiculturais, que serão realizadas por artistas e agentes culturais atuantes em todos os territórios da capital mineira, o que permite ao projeto, mesmo sendo realizado na regional Venda Nova, gerar impactos positivos em todas as regionais e permitir que o público possa acessar diversas produções que estão sendo desenvolvidas por toda a cidade.

Nesta 11ª edição, as ruas, praças, associações comunitárias, quadras e espaços socioculturais públicos e privados serão transformados nos palcos nos quais os moradores de Venda Nova e todo o público belo-horizontino serão convidados para assistir e vivenciar atividades das áreas de teatro, circo, dança, música, literatura, artes visuais, audiovisual e patrimônio, além de ações formativas destinadas ao público, agentes culturais e artistas.

“Ao longo dessas 11 edições o festival tem colaborado muito para o fortalecimento das bases de produção de grupos e artistas de toda a cidade de Belo Horizonte, principalmente para agentes culturais localizados na região de Venda Nova. Além de gerar renda e empregabilidade por meio do festival, a Cóccix Cia. Teatral, junto a artistas de diversos setores, estabeleceu uma rede pela qual tem sido possível mapearmos os agentes culturais e promover ações capazes de fortalecer o trabalho desenvolvido por esses artistas e coletivos culturais”, celebra Rogério Gomes, idealizador e coordenador do festival.

A curadoria desta edição norteou as escolhas artísticas tendo como base o tema “Periferia das Artes”, integrando em sua programação artistas e agentes culturais cujas criações são caracterizadas por sua excelência artística, pela capacidade de promover reflexões acerca de nosso atual contexto histórico, cultural e político, bem como por retratar em suas obras a pluralidade social, lançando luz a histórias protagonizadas por pessoas comuns, que se encontram não só em margens territoriais, mas também às margens das políticas sociais, culturais e econômicas.

Sinara Teles, coordenadora geral e programadora do festival, afirma que “os profissionais da cultura programados apresentam trabalhos artísticos que manifestam hábitos e costumes característicos das populações urbanas periféricas. Nesse sentido, a curadoria buscou programar trabalhos capazes de gerar identificações, encantamento do público, e de resgatar valores importantes para o bom convívio social, tais como empatia, afetividade e respeito às diversidades”.

Grupos e artistas com longa trajetória e permanência no desenvolvimento de importantes trabalhos em Belo Horizonte e em todo território nacional são destaques na programação do festival. Entre eles: Grupo Teatro Negro e Atitude, que completa 30 anos de existência em 2024; Acadêmicos de Venda Nova, agremiação com 14 premiações no Carnaval de Belo Horizonte; o trio de artistas visuais autistas “Irmãos Mamedes”, cuja produção conta com um acervo de mais de mil quadros pintados.

Vale destacar ainda a presença da atriz e fundadora do Grupo Galpão Inês Peixoto, o cantor e multi-instrumentista Sérgio Pererê, e o Slam Clube da Luta, que tem como mestre de cerimônia Rogério Coelho, poeta, artista marginal e articulador do Sarau da Coletivoz.

A entrega do Prêmio Arte e Sociedade, destinado a artistas e grupos atuantes e localizados na regional Venda Nova, também já está virando uma tradição do festival, que premia, neste ano, uma iniciativa local com R$3.000,00 (três mil reais), sendo o trabalho vencedor decidido pelo próprio público do festival.

A 11ª edição do festival é um projeto realizado pela Cóccix Companhia Teatral com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, por meio de patrocínio da MGS – Minas Gerais Administração e Serviços S.A.

Sobre o festival

Idealizado pela Cóccix Cia. Teatral no ano de 2008, o festival Ponta a Pé Cultural é um projeto caracterizado como instrumento de descentralização cultural e de fortalecimento das bases de produção dos artistas e grupos atuantes em territórios periféricos da cidade de Belo Horizonte.

Sobre o Grupo: Cóccix Companhia Teatral

A Cóccix Companhia Teatral é um grupo independente e sem fins lucrativos. Sua sede é localizada no bairro Minas Caixa, região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Criada no ano de 2006, a Cia. Cóccix completará, em agosto de 2024, 18 anos de existência/resistências. Em comemoração, o grupo realizará uma série de ações culturais, envolvendo lançamento de documentário, temporada de espetáculo, oficinas e outras ações ao longo do ano.

Em sua trajetória, a Cia. Cóccix desenvolveu diversos projetos artísticos caracterizados pela capacidade de promoção e descentralização da cultura e da arte na cidade de Belo Horizonte e no Estado de Minas Gerais, tais projetos são também marcados por promover requalificação técnica de agentes culturais, programações artísticas capazes de gerar fruição e reflexões sobre o papel do sujeito histórico, desde o contexto da comunidade local, até uma realidade social consciente, ampla e diversa. Sinara Teles e Rogério Gomes são idealizadores do grupo e atualmente desenvolvem a gestão da Cóccix Cia. Teatral.

SERVIÇO | 11ª Edição Festival Ponta a Pé Cultural

4 a 24 de abril de 2024

Programação completa e informações

www.coccixcompanhiateatral.com.br

Instagram: @coccixcompanhia

YouTube: https://www.youtube.com/c/festivalpontaapecultural

Facebook: @coccixteatral

Realização: Cóccix Cia Teatral

Programação – 11º Festival Ponta a Pé Cultural – Periferia das Artes

De 04/04 a 24/04

Atividade Virtual – Negritudes em Foco – Série de Entrevistas.

Realização Entrevistas: Web Rádio Griot (Angelo Dias).

Entrevistados(as): Carol Mamedes, Chellz Tapayó, Cláudia Flores, Evandro Nunes, vini Lellis, Stella Soares, Marcus Carvalho, Raniele Barbosa, Sérgio Pererê, Vinicio Queiroz.

Canal de Exibição – https://www.youtube.com/c/festivalpontaapecultural

Horário de Publicação das Entrevistas: 10h.

06/04 (Sábado)

15h – “Cortejo Carnavalesco” com o bloco “Vejo Flores em Você”.

Endereço do local de saída – Av. Finlândia, nº 70. Bairro: Europa – BH/MG.

Endereço do Trajeto – Av. Leontino Francisco Alves, entre os nᵒˢ 1190 e 113 / R. Benigno Fagundes da Silva, entre os nᵒˢ ´01 e 124 – Bairro: Serra Verde – BH/MG.

Endereço do local de chegada – R. Benigno Fagundes da Silva, s/n – Bairro: Serra Verde – BH/MG. (Praça do Encontro).

16h – Rua de Lazer – Brincar e Saber.

17h – Show Musical: Sérgio Pererê.

Local: Benigno Fagundes da Silva, S/nº – Bairro: Serra Verde – BH/MG. (Praça do Encontro).

07/04 (Domingo)

20h – Espetáculo Teatral: À Sombra da Goiabeira | Grupo: Teatro Negro e Atitude + Roda de Conversa.

Local: Kolping Minas Caixa | R. Padre Adolfo Kolping, 170 – Minas Caixa; BH/MG.

08/04 (Segunda)

20h – Espetáculo Teatral: A Porta e o Vestido | Grupo: Cia. Produz Ação Cênica + Roda de Conversa.

Local: Kolping Minas Caixa | R. Padre Adolfo Kolping, 170 – Minas Caixa; BH/MG.

09/04 (Terça)

20h – Espetáculo de Dança: Quitérias | Grupo: Cia. Agnes + Roda de Conversa.

Local: Kolping Minas Caixa | R. Padre Adolfo Kolping, 170 – Minas Caixa; BH/MG.

10/04 (Quarta)

20h – Espetáculo Teatral: Órfãs de Dinheiro | Artista: Inês Peixoto.

Local: Kolping Minas Caixa | R. Padre Adolfo Kolping, 170 – Minas Caixa; BH/MG.

De 13/04 a 18/04

14h – Exposição: Universos dos Irmãos Mamedes | Coletivo: Irmãos Mamedes.

Local: Centro Cultural Venda Nova | R. José Ferreira dos Santos, 184 – Jardim dos Comerciários / BH – MG.

13/04 (Sábado)

15h – “Cortejo Carnavalesco” com o bloco “Vejo Flores em Você”.

Saída – R. Bristol, nº 150. Bairro: Europa – BH/MG.

Trajeto – R. San Marino, s/nº / Av. Luxemburgo, s/nº – Bairro Europa / Av. Liége, s/nº / R. José Bonifácio Mendes, s/nº. Bairro:Jardim dos Comerciários – BH/MG.

Chegada – R. José Ferreira dos Santos, 184 – Jardim dos Comerciários / BH – MG. (Centro Cultural Venda Nova).

16h – Rua de Lazer – Brincar e Saber.

17h – Slam Clube da Luta | Coletivo / Artista: Slam Clube da Luta / Slammaster: Rogério Coelho.

18h – Batalha Feminina de Danças Urbanas | Dançarinas: Joi Santos, Isadora Coelho, Chellz Tapayó, Malena Rocha, Guidá, Gabi Chaves, Joy Lanes, Hellen Caroline, Débora Carvalho.

Local: Centro Cultural Venda Nova | R. José Ferreira dos Santos, 184 – Jardim dos Comerciários / BH – MG.

14/04 (Domingo)

10h – Roda de Conversa entre Artistas de Venda Nova | Coletivo: Rede de Artistas de Venda Nova.

Local: CEVAE Serra Verde | R. Sebastião Gomes Pereira, 140 – Serra Verde, BH/MG.

20/04 (Sábado)

15h – “Cortejo Carnavalesco” com o bloco “Vejo Flores em Você”.

Saída – R. João Gualberto de Abreu, 60 – Bairro: São João Batista.

Trajeto – R. Vila Nova, s/nº / R. Taboas, s/nº – R. Alfredo Alves Pinto, s/nº – Bairro: São João Batista – BH/MG.

Chegada – R. Clotilde Ribeiro da Costa – Bairro: Vila São João Batista. BH / MG.

16h – Rua de Lazer – Brincar e Saber.

17h – Espetáculo Circense: O Patriota | Artista: Vinicio Queiroz.

18h – Bateria Show Acadêmicos de Venda Nova | Grupo: Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova.

Local: Quadra da Vila São João Batista | R. Clotilde Ribeiro da Costa, s/nº – Bairro: Vila São João Batista. BH / MG.

21/04 (Domingo)

14h30 – “Cortejo Carnavalesco” com o bloco “Vejo Flores em Você”.

Saída – R. Vitória da Conquista, s/nº – Bairro: Apolônia.

Trajeto – R. Cônego Trindade, s/nº – Bairro: Apolônia. Av. Central. s/nº – Bairro: Jardim Leblon. BH / MG.

Chegada – R. Visconde de Itaboraí, 304 – Bairro: Jardim Leblon. BH / MG.

15h30 – Rua de Lazer – Brincar e Saber.

16h30 – Cenas Curtas Narrativas Negras:

Artista: Juliene Lellis / Cena Curta: E Não Sou Eu Uma Mulher?

Grupo: Teatro Negro e Atitude / Cena Curta: Griot – Histórias e Cantorias.

Artista: Raniele Barbosa / Cena Curta: Baixa Visão.

17h30 – Anúncio do projeto Vencedor: Prêmio – Periferia das Artes.

Local: CRAS Apolônia. R. Visconde de Itaboraí, 304 – Jardim Leblon. BH / MG.

AÇÕES FORMATIVAS – OFICINAS

Oficina de LIBRAS básico

Ministrante: Dinalva Andrade.

Datas: 8 e 9 de abril (segunda e terça).

Horário: 9h às 12h.

Local: SESC Venda Nova.

Endereço: R. Maria Borboleta, s/nº – Nova Letícia. BH / MG.

Oficina Acrobacia de Solo / Pesquisa Acrobática.

Ministrante: Pedro Sartori do Vale.

Datas: 12, 13 E 14 de abril (sexta, sábado e domingo).

Horário: 14h às 17h.

Local: CEVAE Serra Verde.

Endereço: R. Sebastião Gomes Pereira, 140 – Serra Verde. BH / MG.

Oficina de Palhaçaria – PalhaçaRIA perCURSO AFETAdo

Ministrante: Adriana Morales.

Datas: 15, 16 e 17 de abril (segunda, terça e quarta).

Horário: 9h às 12h.

Local: SESC Venda Nova.

Endereço: R. Maria Borboleta, s/nº – Nova Letícia. BH / MG.

Oficina de Artes Plásticas – Construindo Canteiros.

Ministrante: Vagner Silva.

Datas: 22, 23 e 24 de abril (segunda, terça e quarta).

Horário: 9h às 12h.

Local: SESC Venda Nova.

Endereço: R. Maria Borboleta, s/nº – Nova Letícia. BH / MG.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here