domingo, junho 16, 2024
HomeEntretenimentoModernos Eternos 2024 @ Instituto de Educação de Minas Gerais

Modernos Eternos 2024 @ Instituto de Educação de Minas Gerais

Mostra ocupa 6 mil m² do icônico prédio rosa de Belo Horizonte e convida a cidade a visitar o espaço que é um marco da educação e cultura no estado

Sempre que termina uma Modernos Eternos BH, já começa o burburinho sobre onde será a próxima. Em seus pilares de mix&match do vintage e do contemporâneo e a proposta de ressignificar imóveis icônicos, cada edição da mostra ocupa um novo espaço da capital mineira, escolhido em reverência à história, cultura e arquitetura da cidade. As últimas edições foram realizadas no Prédio Verde do IEPHA – na Praça da Liberdade – e no P7 Criativo – o primeiro arranha-céu projetado por Oscar Niemeyer. E, para 2024, o escolhido foi o Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG), que data da época de fundação da cidade e formou várias gerações de belo-horizontinos.

De 18 de junho a 14 de julho, o edifício irá receber renomados arquitetos e designers de interiores para assinar os mais de 35 ambientes com as últimas tendências do setor. Em sua nona edição, a Modernos Eternos vai contar com uma extensa programação de mini-talks com temas de cultura, história, moda, arte e mais, apresentações musicais e espaços gastronômicos inéditos. Neste ano, a tradicional Ação Street vai homenagear o legado do IEMG, desafiando artistas contemporâneos a criarem pinturas inspiradas em obras literárias escritas por intelectuais que passaram pela instituição.

“O Instituto de Educação marcou a história e a cultura de Belo Horizonte de um jeito muito especial – eu mesma estudei lá. Já há algum tempo, o prédio estava precisando passar por restauração, e estamos muito felizes de estar presentes neste momento em que ele finalmente começa a voltar à sua melhor forma. A Modernos Eternos vai homenagear o IEMG e apresentá-lo para a cidade com a importância que merece”, celebra a realizadora da mostra, Josette Davis.

Segundo o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA/MG), o IEMG começou a ser construído em 1897, quando foi destinado a abrigar o Ginásio Mineiro que se transferia de Ouro Preto para a Nova Capital. Ao longo de sua história, ele foi palco de grandes reformas na Educação em Minas, abrigando as duas instituições fundadoras do sistema educacional do estado: a Escola Normal Modelo de BH (1906) e a Escola de Aperfeiçoamento (1929). O espaço também foi um dos mais importantes centros culturais de Belo Horizonte, recebendo os mais importantes artistas nacionais e internacionais para se apresentar em seu auditório.

“Vários acontecimentos importantes tiveram lugar no IEMG, incluindo a primeira vez que a bandeira mineira foi oficialmente hasteada. O prédio tem um acervo riquíssimo de documentos, livros, móveis, objetos, obras de arte, fotografias, e que são fonte para pesquisadores de todo país. São muitos os motivos que tornam o Instituto tão relevante e icônico no imaginário coletivo da cidade”,  aponta Josette.

Um monumento para a Educação

O edifício do Instituto de Educação começou a ser construído em 1897, com projeto assinado pelo arquiteto Edgar Nascentes Coelho, seguindo a estética em voga da época, à modelo dos outros prédios construídos no começo de Belo Horizonte, por exemplo, na Praça da Liberdade. O estilo era eclético com traços arquitetônicos e ornamentais inspirados na tradição neoclássica europeia.

No final da década de 1920, o prédio passou por uma grande reforma, de autoria do arquiteto Carlos Santos, que conferiu ao edifício uma nova e imponente fachada. O valor artístico se completa com os elementos que ornamentam os salões internos, com destaque para o hall principal e o salão nobre, que contam com forros estucados e paredes com ressaltos em massa formando painéis e guirlandas. Na entrada principal, chamam a atenção dois grandes painéis laterais da escultora belga Melle Jeane Milde – que era professora na escola – e criou baixos relevos alegóricos que representavam, o da direita, o ensino das ciências naturais, e o da esquerda uma referência ao ensino artístico.

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments