quinta-feira, fevereiro 29, 2024
HomeNoticiasCidadeDiversidade artística marca a lista de homenageados do 15º FIT BH

Diversidade artística marca a lista de homenageados do 15º FIT BH

Em 2022, o Festival homenageia importantes nomes da cultura brasileira e alguns dos principais nomes da história do teatro belorizontino

Com uma temática que celebra nossas raízes e nossa latinidade, o Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte – FIT BH retoma para sua 15ª edição, trazendo o reencontro entre o público, grupos e artistas com o Festival. Realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, em parceria com o Instituto Odeon e parte de suas atividades com patrocínio ouro da ArcelorMittal, via Fundação ArcelorMittal, e patrocínio da Cemig,  ambos através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, o evento mergulhará a cidade no melhor do teatro local, nacional e internacional, entre os dias 05 e 11 de novembro, com uma programação múltipla e diversa, ocupando teatros, ruas e espaços alternativos da capital. As atrações serão oferecidas a preços populares ou com entrada gratuita.

Neste ano, o Festival Internacional de Teatro Palco e Rua de Belo Horizonte – FIT BH apresenta um olhar marcado pela diversidade artística para a seleção dos homenageados de sua 15ª edição. Assim, o evento reverencia tanto importantes nomes da cultura brasileira de repercussão internacional, quanto ícones da cena teatral da capital mineira. São eles: a escritora Conceição Evaristo, o líder indígena Ailton Krenak, o diretor e dramaturgo João das Neves, o cenógrafo e figurinista Raul Belém Machado e o fotógrafo Guto Muniz.

Realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, em parceria com o Instituto Odeon, o evento envolverá a cidade no melhor do teatro local, nacional e internacional, entre os dias 05 e 11 de novembro, com uma programação múltipla e diversa, ocupando teatros, ruas e espaços alternativos da capital. O evento marcará também um tributo ao Teatro e ao Teatro de Rua, patrimônios imateriais de Belo Horizonte, por se tratar de manifestações culturais de relevante valor histórico, social e cultural, valorizando a participação de artistas locais. As atrações serão oferecidas a preços populares ou com entrada gratuita.

“O Brasil é um país hegemonicamente preto e indígena, onde sua literatura é dominada hegemonicamente por brancos. Conceição Evaristo e Ailton Krenak, através da força de suas palavras, conseguiram nos últimos anos a quebra desse quadro. Homenagear essas duas mentes tão brilhantes e tão significativas para a nossa cultura, é essencialmente celebrar nossas raízes, nossa arte e nossa existência”, afirma a curadoria. 

Conceição Evaristo e Ailton Krenak

A mineira Conceição Evaristo é um dos nomes mais celebrados na literatura brasileira hoje, tanto no país quanto no exterior. Graduada em Letras pela UFRJ, com ênfase em Literatura; Mestre em Literatura Brasileira pela PUC/Rio e Doutora em Literatura Comparada pela UFF. Iniciou sua carreira em 1990 e, desde então, possui sete livros publicados, entre eles o vencedor do Jabuti, “Olhos D’água” (2015). Seu olhar para a própria vivência e a maneira como encontra eco nas diversas experiências da negritude no Brasil e no mundo, é uma das marcas da sua literatura.

O também mineiro Ailton Krenak é um dos mais importantes nomes da resistência político-cultural indígena no Brasil na atualidade, atuando em defesa da causa internacionalmente ao longo das últimas décadas. Ativista indígena da etnia Krenak, fundou em 1988 a União das Nações Indígenas e, em 1989, o movimento Aliança dos Povos da Floresta. Atualmente, dirige o Núcleo de Cultura Indígena (Reserva Indígena Krenak, médio Rio Doce, MG). É também jornalista e escritor, com livros e artigos publicados em diversas línguas, além do português. Em breve lançará seu novo livro, “Futuro Ancestral”.

A abertura do 15º FIT BH contará com a presença dos homenageados Conceição Evaristo Ailton Krenak. Será realizado um Cortejo, que sairá da Praça Sete em direção ao Viaduto Santa Tereza, sob o comando dos multiartistas Maurício Tizumba e Marcelo Veronez.

Além de integrarem o Cortejo de Abertura, os dois homenageados participarão de uma Conversação com o público no dia 06 de novembro, domingo, de 10h30 às 12h30, no Grande Teatro do Sesc Palladium. O bate-papo será mediado pela pesquisadora Elaisa de Sousa e pela escritora Júlia Onça, com intervenção artística do ator e diretor Lucas Costa. A proposta é apresentar um diálogo transversal com os homenageados, acerca de temas como terras, humanidades, enfrentamento das opressões e a vivência e permanência da ancestralidade em suas produções.

João das Neves

O diretor e dramaturgo João das Neves (1934 – 2018) será homenageado com uma Ocupação Artística na Funarte-MG entre os dias 07 e 10 de novembro, uma justa celebração a um dos ícones do teatro mineiro, que fincou tantas raízes ao longo de sua importante e frutífera carreira nos palcos pelo Brasil. João das Neves deixou para sempre sua marca no teatro mineiro e em todo o Brasil, num olhar essencialmente político e combativo para o fazer teatral ao longo de décadas de atuação. Além de diretor e dramaturgo, atuou como ator, escritor, iluminador, cenógrafo e produtor cultural. Produziu ainda obras em diferentes campos artísticos para além do teatro, como a música, a literatura e o cinema.

Durante o FIT BH, a Ocupação João das Neves receberá uma programação composta por conversações temáticas, ocupação literária com exposições de livros e ainda um show com a companheira de vida e de arte de João das Neves, Titane. Permeando esses quatro dias de Ocupação, será realizada também uma Residência Artística imersiva em formato de laboratório de criação, com experimentações e trocas entre 6 propostas artísticas selecionadas através de inscrição prévia.

Com mediação da artista e pesquisadora teatral Graziele Sena, poderão participar artistas, grupos e/ou coletivos artísticos, prioritariamente de artes cênicas, que sejam residentes em Belo Horizonte ou Região Metropolitana. Ao fim, os ocupantes terão a oportunidade de apresentar ao público um mínimo de 3 trabalhos desenvolvidos durante a residência, podendo ser cenas curtas, performances ou jogos teatrais, por exemplo.

Raul Belém Machado

Outra figura fundamental do teatro belorizontino é o arquiteto, cenógrafo e figurinista mineiro Raul Belém Machado (1942-2012). Verdadeiro multiartista, Raul dominava os mais variados campos artísticos como a música, a pintura, a dança, o desenho e, claro, o teatro. Além do trabalho como cenógrafo e figurinista, também foi ator, produtor, diretor e maquiador. Como legado, ainda, foi professor responsável pela formação de inúmeras gerações de artistas e técnicos em Minas Gerais e no Brasil. Inaugurado em 2013, o Teatro Raul Belém Machado, público e mantido pela Secretaria Municipal de Cultura, celebra a vida e a obra deste grande artista no bairro Alípio de Melo. Durante o FIT BH, o espaço receberá parte da programação do evento.

Nesta edição do FIT BH, Raul Belém Machado dará nome a uma Imersão Criativa com coordenação das encenadoras convidadas Marina Arthuzzi e Lira Ribas. Oportunidade ímpar, a atividade contará com histórico acervo de figurinos de Raul e referências familiares. A Fábrica Viva Raul Belém, nome dado à imersão, acontecerá no Centro de Referência das Juventudes (CRJ), do dia 06 ao dia 11 de novembro.

Guto Muniz

Impossível pensar em fotografia de espetáculos no Brasil e não pensar no mineiro Guto Muniz. Uma das principais referências neste campo no país, Guto há 35 anos se dedica a fotografar espetáculos e grupos teatrais de Belo Horizonte, de Minas Gerais, do Brasil e do mundo, com um olhar único e marcante. Seu acervo conta com centenas de trabalhos de companhias e artistas de diversos estados brasileiros e de muitos outros países.

Este acervo é a base para a Exposição Itinerante em homenagem ao fotógrafo que percorrerá as diversas regionais da capital mineira durante o FIT BH 2022. Em um ano onde importantes companhias de teatro de Belo Horizonte completam “datas cheias” de aniversário – Grupo Galpão (40 anos), Olho Nu (30 anos), Maldita Cia (20 anos), dentre outras – a proposta dessa exposição é também prestar uma homenagem ao teatro de grupo da capital. A exposição será montada dentro de um ônibus que circulará pela cidade acompanhando a programação de espetáculos do evento. A ideia é que o público belorizontino possa ter acesso às histórias contadas através das fotografias de espetáculos marcantes que fazem parte da história artística da capital.

Histórico

Realizado pela primeira vez em 1994, o FIT BH alcançou, desde a primeira edição, uma excelente recepção junto à população belo-horizontina, indo ao encontro da forte vocação da cidade para o teatro de grupo e a experimentação artística. Sua importância para o cenário cultural da cidade foi reconhecida e, em 31 de janeiro de 2008, por meio da Lei 9.517, o festival foi instituído como evento oficial, passando a ser realizado bienalmente pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura. O Festival já trouxe a Belo Horizonte grupos e artistas de 45 países, contemplando produções de todos os continentes. Consolidado como um dos mais importantes festivais internacionais de teatro do país, valorizando a difusão, a formação, a reflexão e o intercâmbio culturais.

Em 29 de dezembro de 2004 foi sancionada a Lei 9.000, que institui o Registro de Bens Culturais de Natureza Imaterial que constituem patrimônio cultural do município. Em 28 de outubro de 2014, o Teatro e o Teatro de Rua de Belo Horizonte foram certificados com registro de proteção de Bem Cultural Imaterial, por se tratar de manifestações culturais de relevante valor histórico, social e cultural para a cidade, conforme inventariado no dossiê elaborado pela Diretoria de Patrimônio Cultural / Fundação Municipal de Cultura. Em 2022, após a não realização do FITBH em 2020, em razão da pandemia, o evento retorna ancorado e balizado por estes marcos legais valorizando e repercutindo o teatro produzido na região metropolitana de Belo Horizonte enaltecendo o seu papel enquanto patrimônio imaterial, trazendo a maioria dos espetáculos da programação geral como produções belo-horizontinas.

Para o FIT BH 2022, a Prefeitura tem como parceiro realizador o Instituto Odeon, selecionado por meio de chamamento público, que terá como parceiro na produção a Rubim Produções, empresa com extensa trajetória na área de artes cênicas.

Serviços:

15º Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte – FIT BH

De 05 a 11 de novembro

Ingressos: Eventim e Sympla(em breve)

Informações e programação: www.portalbelohorizonte.com.br/fit   

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments