domingo, março 3, 2024
HomeNoticiasCulturaCasa Fiat de Cultura reabre Capela de Santana com concerto gratuito do...

Casa Fiat de Cultura reabre Capela de Santana com concerto gratuito do Quarteto de Cordas da Filarmônica de Minas Gerais

O evento será realizado na Capela de Santana, que fica nos jardins da Casa Fiat de Cultura, e tem entrada gratuita

Casa Fiat de Cultura preparou um presente especial para celebrar os 125 anos de Belo Horizonte. A Capela de Santana, que fica nos jardins da instituição, passou por um período de manutenção e será reaberta ao público no dia 11 de dezembro, às 11h, com a volta do programa Música na Capela. Na ocasião, o público apreciará o concerto do Quarteto de Cordas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, que preparou um repertório versátil, com obras que percorrem os períodos Barroco, Clássico e Romântico. O concerto será realizado na Capela de Santana, com entrada gratuita e espaço sujeito a lotação.

A Capela de Santana foi inaugurada em 1958 e é um exemplar da arquitetura modernista de Belo Horizonte. Tombada pelo patrimônio estadual e municipal, ela passou por um período de manutenção, com mais de 500 horas de trabalho para garantir a sua preservação. O cuidadoso trabalho de conservação envolveu etapas como limpeza da fachada, pintura interna, correção de pontos de infiltração, manutenção nas janelas e portas de vidro, e conservação preventiva das imagens sacras.

“É com imensa alegria que recebemos o público mineiro para este reencontro com nossa história e com a arte. Este presente para as comemorações dos 125 anos da capital mineira traz também a volta do Música na Capela, uma iniciativa que amplia a vocação da Capela de Santana, com a apresentação de diferentes gêneros musicais para oferecer momentos de alegria e cultura para todos. O Quarteto de Cordas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, convidado desta edição, engrandece com sua excelência artística essa significativa ocasião”, afirma o presidente da Casa Fiat de Cultura, Massimo Cavallo.

Para o evento que marca a reabertura da Capela de Santana, o Quarteto de Cordas da Filarmônica de Minas Gerais vai interpretar: Mozart, com toda sua elegância e carisma no DivertimentoBorodin, com seu romantismo em um quarteto dedicado à sua esposa; o tango de Piazzolla com sangue latino; uma composição do pai do período barroco, Johann Sebastian Bach, escrita para enaltecer a Deus, o criador do universo; e Mourão, de Guerra-Peixe, peça inspirada no som das rabecas do folclore nordestino. As obras serão executadas pelos violinistas Rodrigo de Oliveira e Gabriel Almeida, pelo violista Daniel Mendes, e pelo violoncelista William Neres.

Desde 2015, o Música na Capela busca ampliar a formação musical do público, ao oferecer apresentações de experientes corais e grupos de câmara, com repertório diversificado e acesso gratuito. O programa é uma realização da Casa Fiat de Cultura e do Ministério do Turismo, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Conta com o patrocínio da Fiat, do Banco Safra e da Usiminas, e co-patrocínio do Grupo Colorado. O evento tem apoio institucional do Circuito Liberdade, além do apoio do Programa Amigos da Casa, da Brose do Brasil e do Instituto Usiminas.

Capela de Santana

Localizada nos jardins da Casa Fiat de Cultura, a Capela de Santana foi construída no final dos anos 1950, por iniciativa da então primeira-dama do Estado, Francisca Tamm Bias Fortes, esposa do Governador José Francisco Bias Fortes, conhecida como Dona Queridinha. A dedicação a Santana como sua padroeira se deve ao fato de que, nos remotos dias do Curral Del Rei, existira nas proximidades da atual Praça da Liberdade uma capela com a mesma invocação, cuja imagem, considerada milagrosa, foi conservada e passou a ser venerada em igreja construída no bairro da Serra, em 1931. Em 26 de julho de 1957, dia de Santana, foi lançada a pedra fundamental da nova capela. A inauguração se deu em dezembro de 1958, com uma grande solenidade. A Capela de Santana fica situada em uma ampla área verde, com mais de 70 mangueiras centenárias que são preservadas pela Casa Fiat de Cultura.

A partir do dia 7 de janeiro de 2023, a Capela de Santana estará aberta para a comunidade, aos sábados, às 11h, para celebração de missas.

Patrimônio

O compromisso da Casa Fiat de Cultura com a perpetuação da memória, valorização da identidade e da cultura nacional, sobretudo, mineira, acontece desde sua criação. Nos anos de 2013 e 2014, a instituição realizou a completa revitalização e o restauro do histórico edifício do Palácio dos Despachos, tombado pelo patrimônio estadual e municipal, para abrigar sua nova sede na Praça da Liberdade.

O centro cultural também realizou, em 2013, o processo de restauração do maior painel de Candido Portinari em Minas Gerais, “Civilização Mineira” (1959). Desde então, anualmente são realizadas ações de conservação da obra. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o painel fica exposto para apreciação permanente do público em seu hall principal, contribuindo, desta forma, para a salvaguarda desta obra de grande valor para a história e a cultura mineira.

Mais recentemente, em 2021, a instituição realizou o restauro de três obras de Aleijadinho – Sant’Ana Mestra, pertencente à comunidade de Chapada de Ouro Preto/MG; São Joaquim, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Raposos/MG; e São Manuel, do acervo da Paróquia de Nossa Senhora do Bonsucesso, em Caeté/MG – por meio de um ateliê-vitrine instalado em sua sede para que o público pudesse acompanhar cada fase do restauro. A Casa Fiat de Cultura também dedica uma parte da sua programação a temáticas ligadas ao patrimônio.

Casa Fiat de Cultura

A Casa Fiat de Cultura cumpre importante papel na transformação do cenário cultural brasileiro, ao realizar prestigiadas exposições. A programação estimula a reflexão e interação do público com várias linguagens e movimentos artísticos, desde a arte clássica até a arte digital e contemporânea. Por meio do Programa Educativo, a instituição articula ações para ampliar a acessibilidade às exposições, desenvolvendo réplicas de obras de arte em 3D, materiais em braille e atendimento em libras. Mais de 60 mostras, de consagrados artistas brasileiros e internacionais, já foram expostas na Casa Fiat de Cultura, entre os quais Caravaggio, Rodin, Chagall, Tarsila, Portinari entre outros. Há 16 anos, o espaço apresenta uma programação diversificada, com música, palestras, residência artística, além do Ateliê Aberto – espaço de experimentação artística – e de programas de visitas com abordagem voltada para a valorização do patrimônio cultural e artístico. A Casa Fiat de Cultura é situada no histórico edifício do Palácio dos Despachos e apresenta, em caráter permanente, o painel de Portinari, Civilização Mineira, de 1959. O espaço integra um dos mais expressivos corredores culturais do país, o Circuito Liberdade, em Belo Horizonte. Mais de 3,5 milhões de pessoas já visitaram suas exposições e 580 mil participaram de suas atividades educativas. 

Orquestra Filarmônica de Minas

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais foi fundada em 2008 e tornou-se referência no Brasil e no mundo por sua excelência artística e vigorosa programação. Conduzida pelo seu Diretor Artístico e Regente Titular, Fabio Mechetti, a Orquestra é composta por 90 músicos de todas as partes do Brasil, Europa, Ásia e das Américas. O grupo recebeu numerosos menções e prêmios, entre eles o Grande Prêmio da Revista CONCERTO em 2020 e 2015, o Prêmio Carlos Gomes de Melhor Orquestra Brasileira em 2012 e o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA) em 2010 como o Melhor Grupo de Música Clássica do Ano. A premiação dada pela Revista Concerto em 2020 teve como tema “Reinvenção na Pandemia” e destacou as transmissões ao vivo de concertos realizadas pela Filarmônica naquele ano, em sua Maratona Beethoven, e ações educacionais como a Academia Virtual. O CD Almeida Prado – obras para piano e orquestra, com Fabio Mechetti e Sonia Rubinsky, lançado em 2020 pelo selo internacional Naxos em parceria com o Itamaraty, foi indicado ao Grammy Latino 2020.Suas apresentações regulares acontecem na Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte, em cinco séries de assinatura em que são interpretadas grandes obras do repertório sinfônico, com convidados de destaque no cenário da música orquestral.

 

SERVIÇO
Reabertura da Capela de Santana – Música na Capela com o Quarteto de Cordas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

11 de dezembro, domingo, das 11h às 12h

Entrada gratuita. Espaço sujeito a lotação (60 lugares).

Quarteto de Cordas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais
Rodrigo de Oliveira, violino
Gabriel Almeida, violino
Daniel Mendes, viola
William Neres, violoncelo

 

Programa:

BACH                         Cantata no 147, “Jesus Alegria dos Homens”: Coral

MOZART                   Divertimento em Fá Maior, KV 138

BORODIN                 Quarteto de cordas no 2: Noturno

PIAZZOLLA               Oblivion

                                  Libertango

GUERRA-PEIXE       Mourão

 

Toda programação da Casa Fiat de Cultura é gratuita.

 

Casa Fiat de Cultura
Circuito Liberdade
Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG

Horário de Funcionamento
Terça-feira, das 10h às 21h
Quarta a sexta-feira, das 10h às 19h
Sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h

 

Informações
(31) 3289-8900
www.casafiatdecultura.com.br
casafiatdecultura@stellantis.com
facebook.com.br/casafiatdecultura
Instagram: @casafiatdecultura
Twitter: @casafiat
YouTube: Casa Fiat de Cultura

 

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments