domingo, março 3, 2024
HomeGastronomiaBebidaBar em BH terá chope roxo e promete R$ 666 em prêmio...

Bar em BH terá chope roxo e promete R$ 666 em prêmio para melhor fantasia no Halloween

Valor será em consumo para quem abusar da criatividade

A palavra Halloween é uma versão abreviada das frases All Hallows ‘Eve ou All Hallows’ Evening, que significa “Véspera de Todos os Santos”, na tradução para o português. A tradição de doces ou travessuras começou em áreas do Reino Unido e da Irlanda. As pessoas iam de casa em casa fazendo “souling” – encomendando pequenos pães chamados “bolos de alma” em troca de uma oração. Nos Estados Unidos esta tradição deu lugar a doces e travessuras para as crianças.

Jack-o’-lanterns, as tradicionais abóboras esculpidas usadas como lanternas, são o símbolo do Halloween, tem origem em um conto celta sobre um rapaz proibido de entrar no céu e no inferno que vaga eternamente com sua lanterna em busca de descanso. O nome Jack-o’-lantern também pode ser derivado do vigia noturno que acendia as lanternas das ruas todas as noites.

O Bebedouro Bar & Fogo está investindo em seu primeiro baile de Halloween. Será no sábado, dia 28, com música ao vivo e diversas atrações. Haverá decoração temática mesmo, com diversos adereços espalhados pela casa. Um das apostas é o chope roxo, que será servido nesta data em especial. Além disso, haverá um prêmio de R$ 666 em consumo no Bebedouro em premio para a melhor fantasia. Quem quiser, pode fazer maquiagens e pintura no próprio local.

Sobre o Bebedouro:

 

A Pampulha ganhou um bar especial, especializado em carnes e valorizando os drinks e cervejas artesanais. Com vista panorâmica para a famosa Igrejinha da Pampulha e para a roda gigante do Parque Guanabara, valorizando a represa que desde 2016 faz parte do patrimônio mundial da Unesco.

A gastronomia e a decoração são destaques da proposta principal. Uma parrilla foi idealizada por Diogo Manfredini, proprietário da casa. Ela utiliza vergalhões e ferragens e foi totalmente projetada por ele. E nesse equipamento, praticamente todos os pratos serão elaborados. Uma cozinha a base de fogo, como é tendência atualmente. O local é intitulado um bar de fogo.

No cardápio, entre as opções bovinas, tem picanha, fraldinha com mostarda, mignon com gorgonzola, T-Bone, tomahawk com manteiga de ervas são as opções feitas neste equipamento. Há ainda ostras, trazidas de Santa Catarina, gratinadas clássicas e também com bacon. Uma mistura exótica. Outro destaque é o pernil de cordeiro e a tulipa de frango a moda italiana. Nas grelhas ainda é preparado o salmão. A linguiça artesanal é servida em formato caracol e tem e a clássica panceta também é uma aposta. O Bacon é destaque. Ele é preparado com açúcar mascavo, que deixa ele crocante e realça o sabor.

Nas entradas tem as tostadas, torradas de salmão e também de tomate. Tem o croquete de carne, o camarão à romana, que vêm empanados com parmesão. Outras opções são o bolinho de bacalhau e as batatas rústica e a servida com pulled pork. Este último estrela um sanduíche com mozarela e sour cream. Tem um sanduíche de brisket com queijo canastra e vinagrete defumado. E o cheese burguer com costela e bacon.

O local é todo exclusivo, com móveis feitos por Diogo Manfredini, que também desenhou e executou vários projetos em bares da cidade e do Brasil.

O destaque da decoração é o paisagismo. Há três fontes de água em meio a folhagens exuberantes. Um clima de quintal, que inclui um galinheiro com velhos monitores de computador como ninhos onde as aves se abrigam. No local ainda haverá um cinema a céu aberto. Fora uma caminhonete Chevrolet dos anos 70, que foi transformada em tapping, com chopeiras e barris. Um charme. Há quatro lareiras espalhadas pela casa que receberão vinhos e espumantes no verão. Elas ficam instaladas no chão e podem ser reservadas para turmas, com serviço completo. No total, são 400 lugares em 1.400 metros quadrados.

No bar, chopes artesanais de Minas Gerais da Verace, e linhas Premium da AmBev. E muitos drinks exclusivos. São seis a base de gin, incluindo o Bebedouro, com xarope de grenadine, tônica, espuma de gengibre e pimenta rosa. Outros clássicos como o Kir Royale e Aperol Spritiz, mais quatro opções a base de vodca e outros a base de Jack Daniel’s e suas versões e mais caipis. Tem ainda o Tóquio Mule, com saque e espuma de gengibre. Pra fechar, mais duas opções não alcoólicas. Haverá ainda open wine em dias específicos.

O Bebedouro de BH é inspirado no homônimo de Curitiba, que foi inaugurado em 1977 no Largo de mesmo nome, no Largo da Ordem, local histórico da capital do Paraná. Um dos destaques da casa eram os camarões que também estarão no cardápio que vai chegar aos mineiros agora. O estabelecimento lá ficava ao lado do teatro e era frequentado por artistas e famosos. Dona Angela, que além de comandar a cozinha e a gestão da casa, fazia questão de ir a cada mesa e cantar uma música para alegrar os clientes. O bar funcionou até 1983 e marcou a história da cidade.

Leo Junior
Leo Juniorhttps://viralizabh.com.br
Bacharel em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário UNA, graduado em Marketing pela Unopar e pós graduado em Marketing e Negócios Locais e com MBA em Marketing Estratégico Digital, é um apaixonado por futebol e comunicação além de ser Jornalista certificado pelo Ministério do Trabalho.
RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Dê sua sugestão!spot_img

Most Popular

Recent Comments